Fora da caridade não há salvação

Destaque

Convocação de Carnaval

Prezados trabalhadores de nossa Casa,

Convocamos todos a uma atitude de vigilância redobrada durante o Carnaval.

Nesse período descortina-se valiosa oportunidade de treinamento de autocontrole, leitura da preciosa literatura espírita, exercício de meditação, preces, visita a enfermos hospitalizados, prática da fraternidade em família, sintonia com os mentores e interação com as forças da natureza.

No Carnaval, testemunhamos uma atribulada e fervorosa atuação caritativa do mundo espiritual, uma operação especial de socorro, rica em atividades acolhedoras, intercessórias e desobsessivas. Uma boa oportunidade de treinamento em serviço espiritual.

Nossa Casa se converte em estratégico Pronto-Socorro. Uma potente legião de trabalhadores das esferas espirituais nos visitam, imbuídos de colaborarem com a Misericórdia Divina, atuando nas mais diversas funções, tais como: médicos, enfermeiros, passistas, padioleiros, dialogadores, acolhedores, transportadores, guardas, mentalistas, coletores de fluidos vitais, além de toda a parte de logística espiritual: limpeza, zeladoria, recepção, comunicação e sinalização.

Estamos plenamente integrados à ampla rede de socorro distribuída em múltiplas casas religiosas (de diversos credos), em múltiplas cidades, além dos bivaques, albergues, instituições de Socorro e Hospitais que existem nos dois planos. As moradas de acolhimento que existem no mundo espiritual estão todas engajadas em múltiplos níveis de atuação. Felizes os que se congregam nessa Festa da Caridade.

Não há espaço para lamento e julgamento, precisamos é de cidadãos do bem, construtores da nova Era, dispostos a erguer as mangas e pôr a mãos, coração e foco mental no serviço a ser feito.

É uma oportunidade de assistirmos os espíritos aureolados atuando. Eles têm plena sintonia com as forças misericordiosas do sublime Nazareno. Eles conseguem canalizar a força consoladora e doce de nosso dedicado Governador planetário.

Apelo a todos nossos colaboradores a entrarem em sintonia com as atividades de socorro nesse Carnaval. Para tal, não podemos dispensar a boa vontade, o compromisso com o homem-novo e com o aprendizado contínuo.

Todos podem contribuir com suas preces, vibrações, vigilância e doação fluídica. No caso dos médiuns que desejarem ajudar, é impreterível que se vinculem a seus respectivos mentores através da prece sincera, roguem por se integrarem a essa oportunidade bendita de treinamento em serviço caritativo. Assim, poderão, através do desdobramento do veículo corporal, se congregarem em favor do bem maior. Atenção! Não se deve desdobrar-se de forma aventureira. Considere que o ambiente espiritual pode ser hostil. Uma vez desdobrados, impera sempre a lei de afinidade. Se a ligação ao trabalho não for sincera podem acontecer arrastamentos infelizes. Assim sendo, repito: vigilância redobrada, fé e determinação.

Se caírem em vibrações infelizes e viciosas, retomem logo a sintonia com as oportunidades de aprendizado, orem e se ergam mais uma vez. Reerguer-se quando caído é parte fundamental do que todos temos a aprender em nosso abençoado planeta escola. Caso tenham dificuldade, tentem mais uma vez. Para perseverarmos é necessário esforço. Mentalizem o prêmio: a alegria de servir e de superar os condicionamentos e as más tendências. Se, mesmo assim, lhe faltarem forças, lembrem-se da abundância celestial. Lembrem-se que a água oferecida pelo Cristo consegue mais do que saciar a sede do corpo, ela nutre a alma. Vocês fazem parte de uma grande família. Os mentores de cada um e os trabalhadores desta Casa, encarnados e desencarnados, sempre podem ajudá-los, principalmente quando são sinceros os propósitos de se conectarem à nossa rede fraterna.

Rogo ao Pai para que todos vocês consigam atender a essa convocação, a fim de perfilarem, nesse Carnaval, entre aqueles que ajudam e socorrem, pois a multidão de necessitados e desviados já é suficientemente grandiosa.

Que possamos, cada vez mais, nos fortalecer na prática do bem e do amor ao próximo.

Do servidor humilíssimo,

Atualpa Barbosa Lima
22/02/2020.